Algas: um verdadeiro mar de proteínas | SouVegetariano.com

Sua plataforma online de comida
vegetariana e vegana.
Conheça

Colunistas

Você está em: Colunistas > Colunas > Alberto Peribanez

Algas: um verdadeiro mar de proteínas

Publicada em 23.06.2015

Como se trata de alimentos “novos”, abro uma exceção à regra e entro em detalhes reducionistas para melhor explicar seus efeitos medicinais. Os vegetais marinhos têm uma riqueza enorme em minerais, particularmente cálcio (são muito mais ricos em cálcio que os produtos lácteos) e em oligoelementos como cobre, zinco, estrôncio, cobalto, níquel, molibdênio, chumbo, estanho, vanádio, bromo, prata, cromo, bário, lítio e bismuto. Seu teor em proteínas é também bastante elevado, assim como o teor de carboidratos e vitaminas, sendo que algumas algas possuem quantidades significativas de vitamina B , que geralmente se considera só existir em produtos animais.

As algas são plantas que fazem fotossíntese a partir da luz do sol e apresentam, portanto, grande quantidade de pigmentos verdes (clorofila), além de azuis, marrons ou vermelhos. É possível encontrá-las mais freqüentemente em lojas de produtos orientais. Nessas culturas, fazem parte da dieta diária há pelo menos dez mil anos. Há, no entanto, relatos de consumo de algas por povos mediterrâneos, norte-europeus e nativos da América Latina. As que eu consumo são desidratadas — não tostadas! – e têm origem em mares da Coréia, com controle biológico.

Quando consumidas frescas (colhidas na hora), as algas devem ser deixadas de molho para atenuar sua salinidade. As que são apresentadas em embalagens comerciais já foram previamente lavadas e secas. Devem ser deixadas de molho para hidratação e regresso à consistência natural. Para quem gosta de comida japonesa e de sushis, é muito fácil adaptar-se às algas, por seu gosto suave “de mar”. Os tipos mais facilmente encontrados são: nori, kombu, hijiki  e wakame.  Substituem os peixes com vantagens nutricionais, culinárias e pelo sabor.

É muito importante salientar que não se deve procurar as algas mais caras, em pó, em cápsulas, e que tenham o maior conteúdo em proteínas, mas, antes de tudo, fazer com que elas freqüentem nossas mesas de forma quase diária. Elas são deliciosas. Algas são as verduras do mar e existem em muitas variedades.

Por sua grande proporção de fibras, as algas constituem um complemento ideal nas dietas de emagrecimento. Além de satisfazerem o prazer de comer, proporcionam a sensação de estômago cheio e saciado (pela dilatação da fibra).

 

Nori

yokomomo.com nori

São algas dos gêneros Enteromorpha e Porphyra. São algas marinhas ricas em proteínas, que contêm também grandes quantidades de vitamina A (tanto quanto as cenouras), C e B . Costuma ser vendida em folhas dobradas de 20 centímetros. E a alga utilizada na confecção de sushis, mas pode ser jogada em qualquer salada verde, pois tem ótimo sabor, levemente acastanhado. Sua combinação é perfeita com gergelim branco e preto – como nos sushis —, mas nessa culinária usamos as sementes do gergelim germinadas ou hidratadas.

 

Kombu

kombu wikipedia

Trata-se de uma das espécies do gênero Laminaria (Digitata, Japonica, etc.,), que cresce espontaneamente nos mares do norte e que apresenta uma cor verde pardacento. É uma das algas mais ricas em iodo. E consistente à mastigação, saborosa e salgada, sendo um ingrediente indispensável em pratos de “frutos do mar”, aqui “folhas do mar”.

 

Wakame

wakame_2 www.amandin.com

É a alga Undaria pinnatifida, do grupo das Feoficeas, que tem uns 40 a 50 centímetros de comprimento, e frondes (assim se denominam as folhas das algas) amplas e largas. E rica em vitamina C e niacina, e contém muito cálcio. Ensacada para venda, parece uma salsa seca. Tem sabor bem acentuado, conferindo um paladar bem “marinho”.

 

Hiziki

hijiki gourmetsolitario.wordpress.com

Corresponde à Hizikia fusiforme, também do grupo das Feoficeas, e se apresenta em tiras cilíndricas de cor quase preta. É considerada uma das fontes mais ricas de sais minerais, especialmente de cálcio: mais de 1.400 mg de cálcio em 100 gramas da alga, enquanto a mesma quantidade de leite só contém 100 mg. Seu teor em minerais e oligoelementos equilibra o nível de sangue no organismo e dá elasticidade e brilho ao cabelo. É uma das algas mais gostosas, com forte gosto de mar por causa de seu grande conteúdo de proteínas e sais minerais.

 

Chlorella

É uma microalga verde (das Cloroficeas) que contém aproximadamente 65% de proteínas. É uma excelente fonte de vitaminas B12 , A, e niacina, além de clorofila e minerais (cobre, selênio e zinco). Cultiva-se da forma habitual, obtendo-se alto rendimento.

 

Ágar-ágar

Não é propriamente uma alga, mas um subproduto obtido principalmente das espécies Gelidium corneum e Gelidium sesquipedale e Pterocladia capillacea, que por isso também se denominam algas agaríferas. O ágar-ágar é uma mistura de polissacarídeos complexos, basicamente agarosos (polímeros de galactose sem enxofre) e agaropectina (formada por galactose e ácido úrico esterificados com ácido sulfúrico). E muito utilizado na fabricação de geléias, sendo responsável pela consistência mole, mas suficientemente firme, que esses produtos apresentam.

 

Spirulina

spirulinaviva.org

É uma das fontes naturais mais ricas de proteínas até hoje descobertas. Seu teor proteico é superior ao da carne, do peixe e dos ovos. Além disso, as proteínas da Spirulina têm uma composição de aminoácidos em proporções adequadas. Também é uma fonte notável de vitaminas, sobretudo do grupo B, de betacarotenos e de minerais, entre os quais se encontra o ferro, em quantidades significativas. Sua grande riqueza em vitaminas do grupo B é muito útil em casos em que há que se aumentar o consumo dessas vitaminas, como no nervosismo, nas depressões e nas doenças neurológicas periféricas. Constituem um alimento protetor do aparelho digestório e regulador do trânsito intestinal.

 

Complexo Kelp

Conhecido por sua alta concentração em minerais, constitui um grupo de diversas espécies dos gêneros Laminaria e Ascophyllum. E composto basicamente de algas kombu. Entre os seus elementos, destacam-se o iodo e as vitaminas, em particular a vitamina B12 . Seu consumo constitui uma excelente forma de ingerir esses nutrientes importantes para a saúde de forma muito agradável.

 

Você gosta de peixe como eu? Então deixe-o no mar nadando e feliz!