Porque você deveria virar vegetariano (ou vegano) | SouVegetariano.com

Sua plataforma online de comida
vegetariana e vegana.
Conheça

Você está em: Matérias

Porque você deveria virar vegetariano (ou vegano)

Publicada em 12.02.2019

 

Ser vegetariano ou não ser? Eis a questão! 

O trocadilho não poderia ser mais clichê. Mas a verdade é que a ideia de se tornar vegetariano é cada vez mais corriqueira hoje em dia. Todo mundo tem uma amigo, um familiar, ou pelo menos um conhecido que é vegetariano ou vegano. 

Você também já cogitou essa ideia? Hoje vamos te listar alguns motivos para fazer isso.

Mas antes de mais nada…

 

Primeiro vamos esclarecer a dúvida mais comum sobre o tema: qual a diferença entre vegetariano e vegano?

Se você já está cansado de saber isso, ou acha que é balela, pode pular direto para a lista. A gente não vai ficar chateado 😉

 

Vegetariano é uma escolha alimentar que tem suas ramificações. A grande premissa é que um vegetariano exclui do seu cardápio qualquer tipo de carne (seja ela vermelha, frango, peixe, ou alimentos processados como bacon, presunto e kani-kama). 

O vegetarianismo tem duas divisões mais comuns: ovolacto vegetariano (alimentação que abrange vegetais, ovos, leites e seus derivados) e vegetariano estrito (alimentação baseada apenas em vegetais, excluindo completamente os laticínios, ovos e qualquer outro derivado animal, como o mel por exemplo). Existem ainda algumas variações como lacto vegetariano, ovo vegetariano, crudivorismo (ou alimentação viva, que abrange apenas vegetais aquecidos a no máximo 45ºC). Mas vamos explica-los melhor em uma outra hora.

 

Nota: Você também pode ouvir falar em conceitos como piscitarianismo, flexitarianismo, que permitem inclusão de alguns tipos de carne no cardápio. Estes conceitos por mais comuns que sejam, encontram-se fora do que se entende por vegetarianismo. Nós os entendemos como uma importante porta de entrada. Mas se você falar que “é vegetariano mas come peixe” para um vegano, ele vai dizer que você simplesmente não é :)

 

E o vegano?

O veganismo não é uma dieta. O veganismo é uma filosofia de vida que abrange uma alimentação vegetariana estrita, e que se estende por tudo o que a pessoa consome. O vegano busca excluir toda a forma de exploração animal, seja na alimentação, no vestuário, ou em qualquer tipo de produto. Por exemplo: veganos não utilizam nada que tenha couro, lã, seda ou que tenha sido testado em animais.

 

Bom, chega de teoria! Vamos pra prática. 

Listamos aqui alguns bons motivos para te convencer a se tornar vegetariano.

 

Saúde!

São inúmeras as pesquisas que indicam o vegetarianismo como um caminho saudável. Também são inúmeras as pesquisas indicando uma redução no consumo de carne, principalmente a vermelha e as processadas. Todos aqueles mitos envolvendo a proteína já foram derrubados (inclusive criamos um item específico pra isso). 

A questão que deve ser evitada aqui é a competição desnecessária: É mais saudável ser vegetariano? Ou é mais saudável ser “carnívoro”? Hoje ainda não existe consenso quando a isso. E nem precisa. A pergunta correta é: se tornar vegetariano vai fazer bem para você? Vai sim! Principalmente se você planejar sua dieta. Lembrando que um acompanhamento profissional (com conhecimento na área) sempre ajuda.

 

O bem-estar do planeta

Se tornar vegetariano é uma das melhores decisões que você pode tomar pensando no futuro da planeta. E quem diz isso não somos nós, é a ONU. Em uma pesquisa lançada recentemente, a organização afirma que o crescimento do consumo de carne e produtos lácteos vem sobrecarregando cada vez mais o meio ambiente, e por isso recomenda uma redução drástica no consumo (pelo menos metade), visando uma alimentação 100% vegana. Na página da SVB você encontra alguns dados alarmantes. Para se ter ideia, sendo vegano por UM DIA você economiza mais de 3mil litros de água (equivalente a 26 banhos de 15 minutos), 24m2 de terra que seria desmatada e 14kg de CO2 (o mesmo que andar de carro por 100km).

 

Para iniciar uma mudança na sua vida

Pode parecer exagero para alguns, mas ser vegetariano é um ato revolucionário no nosso dia-a-dia. Fomos criados a nossa vida inteira com a ideia de que a carne era um ingrediente essencial. Basicamente tudo o que pensamos em comer gira em torno dela. Tirar ela do seu cardápio te obriga a começar a pensar diferente na hora de comer, e acredite, em todas as outras horas também. Para muitos é uma grande guinada. Pra quem procura uma vida mais saudável, mais sustentável, mais ética, com mais compaixão, ou apenas quer provar que pode fazer o que bem entende, tá aí uma grande oportunidade.

 

Para viver com a consciência tranquila

Em média: 1 boi e 1 porco a cada 5 anos. 30 frangos por ano. 18 peixes por mês. É mais ou menos que você protege sendo vegetariano. Quer melhor maneira de viver com a consciência tranquila? Se você estender sua escolha para o veganismo, a cuca descansa ainda mais: você vai parar de contribuir com uma das indústrias onde os animais são mais explorados, vivendo indignamente do início ao fim (duvida? nos próximos tópicos vamos indicar umas referências bem “legais”)

Mas para não ficar tão pesado o clima, olha que fofo esse bicho:

Você teria coragem de fazer algum mal pra ele? Nem nós!

 

Porque é muito gostoso!

Existe um mito de que vegetarianos tem menos opções. Nós já desconstruímos esta ideia. Ser vegetariano é muito gostoso e expande o seu paladar. Sabe aquela criança que não gosta de cebola e você diz que ela não sabe o que está perdendo? Pois é. No fim, nós todos somos um pouco assim. Largando a carne você abre a cabeça para novos temperos, novos ingredientes e experimentos. Você descobre que um burger de feijão é de uma delícia espetacular. Você se apaixona ainda mais por falafel e conhece burgers com maioneses veganas melhores que as “originais”. Experimente! 

 

Porque batata frita é vegana

O que significa que você nunca vai passar fome no bar. Sem considerar que existem cada vez mais bares e restaurantes com opções vegetarianas/veganas no cardápio.

 

Energia (ser vegetariano tem um lado espiritual)

Hoje convivemos em uma sociedade com medo, ódio, angústia e depressão. Será que é devido a maneira que estamos nos alimentando? Quando ingerimos um alimento estamos nos nutrindo não só de sua parte física, mas também energética, sutil. Se optamos por uma alimentação sem dor, estamos deixando de ingerir todo o sofrimento acumulado neste processo desumano na cadeia (literalmente) de produção.

A alimentação vegetariana desperta a empatia e o amor. Saber a procedência do seu alimento, cultivar laços com o seu agricultor, fortalecer o amor incondicional por todos os seres.  Primeiro por você e seu organismo. Depois pelos animais, sociedade e meio ambiente. Estar em sintonia com estas verdades vai transformar a sua maneira de pensar e agir, pode apostar!

Para entender mais sobre esta linha de conhecimento pesquise sobre a dieta pitagórica. O precursor raiz deste estilo de alimentação 🙂

 

Porque nem churrasco faz falta

No início pode ser dureza para alguns. Mas anote: dentro de um ano você vai parar de gostar até do cheiro. Aliás, vai descobrir que o cheiro do churrasco é o cheiro do carvão! Os seus amigos vão te mostrar aquele pedaço sangrento achando que estão te provocando algum tipo de desejo, e a única coisa que você vai pensar é “ECA!”. O churrasco é uma questão muito mais emocional do que de paladar. Uma boa dica é caprichar no seu churrasco vegetariano. Aqui separamos ótimas dicas pra você arrasar, todo mundo vai querer um pedaço!

 

Porque tem muita gente legal por aí dando dica diariamente

Com o crescimento dos vegetarianos e veganos, crescem o número de “influencers” veganos. Hoje tem até participante do BBB que é YouTuber vegana. Vamos te citar alguns: @vegetarirango, @hanakhalilal, @marinagodward, @_greenga_, @pecadovegano, @viewganas, @conscienciaviva, @malupaesleme, @gabimahamud, @veganapratica, @vegana.bacana, @entaocomeoque, @acarolperdigao e por aí vai! 

 

Porque não falta proteína

Nós escrevemos um artigo inteirinho sobre isso, com todas as referências. Então não vamos entrar em maiores detalhes, eles estão todos aqui. Mas, para ficar bem claro: proteína é um problema? NEM DE LONGE! 

Dá uma olhada em quantos atletas de alta performance são veganos, clicando aqui e aqui.

 

E nem Vitamina B12!

Ainda no campo dos artigos, escrevemos um sobre a Vitamina B12. Este é o tema mais polêmico, principalmente em relação aos veganos. Mas aqui escrevemos tudo o que você precisa saber sobre elas, para poder ter uma vida veg tranquila como qualquer outra 🙂

 

Porque faz sentido

Simples assim. Ser vegetariano faz sentido. Seja pelo meio ambiente, seja pela saúde, seja pelos animais, ou até por um lado mais espiritual. Ser vegetariano faz sentido ora bolas! Aqui vamos te listar alguns filmes e documentários para você assistir, independente do motivo que o levaria a ser vegetariano. Os mais leves: Cowspiracy, What the Health, Food Inc., Okja, Forks Over Knives, Vegucated. Os mais “pesados” (mas que vão te convencer no ato): Terráqueos, A Carne é Fraca, Blackfish.

 

Porque hoje em dia é muito mais fácil

Ser vegetariano fica cada dia mais fácil. Caminhando pelos supermercados você sempre irá encontrar um produto novo focado no nosso público. Para deixar a sua vida ainda melhor, criamos um app que reune as melhores opções vegetarianas e veganas da sua cidade (funciona em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Fortaleza).

Você baixa, encontra os restaurantes mais próximos e pede online. Funciona basicamente como estes aplicativos delivery já existentes, com a vantagem de que TUDO é vegetariano ou vegano. Pra quem ainda não conhece, é o Velivery! Você pode acessar o site, ou pedir pelo app Android e iOS. É uma ótima opção para quem quer conhecer novos restaurantes e experimentar comidas gostosa todos os dias 🙂